OFTALMOPEDIATRIA

       Um oftalmologista pediátrico é um médico e oftalmologista e se especializou no cuidado dos olhos das crianças. Todos os oftalmologistas têm treinamento em distúrbios oculares das crianças, mas o oftalmologista pediátrico possui treinamento, experiência e conhecimento adicionais no exame de crianças e possui o maior conhecimento das possíveis condições que afetam o paciente pediátrico e seus olhos. O desenvolvimento neurológico da visão ocorre até aproximadamente 12 anos de idade. Desalinhamento dos olhos (estrabismo), erro refrativo não corrigido (miopia, hipermetropia e astigmatismo) e assimetria do erro refrativo (anisometropia) entre os dois olhos podem afetar negativamente esse desenvolvimento e causar ambliopia (“olho preguiçoso”). Se essas condições forem diagnosticadas e tratadas precocemente, uma boa visão pode se desenvolver e ser mantida. Certas doenças em outras partes do corpo, como diabetes, podem afetar os olhos, e o oftalmologista pediátrico também as trata.

QUE TIPOS DE EXAMES OS OFTALMOLOGISTAS PEDIÁTRICOS REALIZAM?

Avaliação da visão: são necessárias habilidades específicas para testar a visão de uma criança, especialmente na criança em idade pré-escolar. Diferentes métodos são usados ​​para diferentes idades.

Determinação do erro refrativo (necessidade e grau dos óculos): Este teste é realizado após a dilatação na maioria dos pacientes pediátricos para determinar uma medida objetiva.

Exames de motilidade: Medições quantitativas do desalinhamento ocular são necessárias para o planejamento do tratamento médico e cirúrgico do estrabismo.

Exames biomicroscópicos e de fundo de olho: são necessários para investigar a presença de doenças oculares associadas a doenças sistêmicas, como diabetes, artrite idiopática juvenil, anormalidades genéticas, doenças neurológicas (aumento da pressão intracraniana e outras), além de condições oculares específicas, como catarata e glaucoma.

Exame sob anestesia: Isso pode ser necessário para diagnosticar e / ou tratar condições em pacientes que não permitem o exame / tratamento adequado no consultório.

QUE TIPOS DE TRATAMENTOS OS OFTALMOLOGISTAS PEDIÁTRICOS FORNECEM?

Tratamentos clínicos:

Prescrições para óculos e / ou lentes de contato.
Tratamento da ambliopia (“olho preguiçoso”), incluindo óculos, oclusão e tratamento farmacológico.
Terapia tópica e/ou sistêmica para infecções oculares, calázio, glaucoma, obstrução vias lacrimais e inflamação ocular. Os medicamentos incluem antibióticos, antivirais e esteróides.
Procedimentos cirúrgicos:

Sonda e intubação para obstrução congênita do ducto nasolacrimal (ducto lacrimal bloqueado).
Excisão de calázio.
Cirurgia do músculo ocular para estrabismo.
Cirurgia para catarata pediátrica, incluindo o uso de lentes intra-oculares (LIOs).
NOTA: Nem todos os profissionais realizam todos os tratamentos médicos e cirúrgicos. A variabilidade é devida ao treinamento, experiência e interesse do oftalmologista pediátrico individual.

Outros tratamentos incluem exame da retina e tratamento a laser da retinopatia da prematuridade (ROP), remoção cirúrgica de tumores / lesões orbitais pediátricas e cirurgia para glaucoma ou ptose (pálpebra caída) na criança.

RECOMENDAÇÕES

- Todo recém-nascido deve ser submetido ao teste do Olhinho (teste do reflexo vermelho) até 72 horas de vida;
- Bebês de 6 a 12 meses podem ser submetidos a um exame oftalmológico completO;
- Crianças de 3 a 5 anos (idealmente aos 3 anos) devem ser submetidas a um exame oftalmológico completo.

Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica